Olinda (PE) recebe o filme “Quarto Camarim” no dia 10 de maio, pela Sessão Abraccine

A terceira edição da Sessão Abraccine leva Quarto Camarim para cinemas culturais de diversas capitais do país. A exibição em Olinda será no dia 10 de maio, no Cineteatro das Faculdades Integradas Barros Melo, às 9h30. Entrada Franca.

Captura de Tela 2018-04-22 às 10.33.02

Como parte da terceira edição da Sessão Abraccine, evento promovido pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema, o longa metragem Quarto Camarim, de Fabricio Ramos e Camele Queiroz, projeto contemplado pelo Rumos Itaú Cultural 2015-2016, será exibido em Olinda (PE), no dia 10 de maio, no Cineteatro das Faculdades Integradas Barros Melo, às 9h30. A sessão faz parte do Cineclube Ventura e terá entrada franca.

Após participação em três festivais internacionais na Venezuela, na República Dominicana e no Canadá, o filme participa de um ciclo de exibições que vem sendo realizadas em diversas capitais brasileiras. A Abraccine já realizou sessões de Quarto Camarim, sempre seguidas de debates, em Goiânia (GO), São Luís (MA), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Rio de janeiro (RJ), Salvador (BA), Belém (PA), Fortaleza (CE) e João Pessoa (PB), Belo Horizonte (MG), Aracaju (SE) e São Paulo (SP).

Em Olinda, o papo pós-sessão contará com a presença da artista da performance, Perlla Ranielly. Mulher, Trans, Negra, Perlla se faz presente na corroboração do pensamento contra o sistema cis-hétero-branco. Além dela, a jornalista e professora, Nataly Queiroz, enriquecerá o encontro trazendo sua experiência na ONU Mulheres – Entidade das Nações Unidas para Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres. O debate será mediado pelo crítico e membro da Abraccine, Luiz Joaquim.

Para o presidente da Associação Brasileira de Críticos de Cinema, Paulo Henrique Silva, a Sessão Abraccine busca apresentar um olhar diversificado sobre os filmes. “A produção no país continua forte, mas a reflexão cinematográfica, fundamental para a construção de uma identidade brasileira nas telas, vem sofrendo um grande déficit, com filmes entrando e saindo de cartaz sem o devido debate”, afirma Paulo Henrique.

Sobre o filme

Poster Quarto CamarimQuarto Camarim é o primeiro longa-metragem dos diretores Camele Queiroz e Fabricio Ramos. O filme, por meio de uma abordagem documental, mostra o reencontro, depois de vinte e sete anos, entre uma sobrinha, que é a própria diretora, e a sua tia, com quem não manteve nenhum contato desde a sua infância. Sua tia se chama Luma, é travesti, trabalha como cabeleireira e vive em São Paulo.

Narrativamente, o filme assume contornos dramáticos e estéticos que partem de uma relação corpo a corpo entre duas individualidades, cujas tensões são mediadas pelo próprio cinema. O resultado, segundo a dupla de cineastas, é uma obra de mise-en-scène compartilhada entre a diretora e a tia, que protagonizam o longa. Sem abrir mão da abordagem temática sensível de impacto político e social, Quarto Camarim elabora cinematograficamente um testemunho de vivência pessoal e íntima.

Para a dupla de cineastas, a iniciativa da Sessão Abraccine tem um impacto de mudança de paradigma, num cenário no qual são conhecidas as imensas dificuldades que um longa independente enfrenta para obter visibilidade no cenário cultural. “Há uma dupla importância na ação da entidade que, além de promover o acesso a um público variado, de diferentes cidades em diferentes salas (um público provavelmente mais diversificado do aquele predominante nos festivais),valoriza o estatuto da crítica (eventualmente diminuído nos festivais pelas pressões naturais de curadorias e júris), aproximando a perspectiva da crítica à intervenção aberta do público, já que o evento estimula a participação do público nas conversas após cada sessão,com a presença de outros debatedores e mediadores além do próprio crítico de cinema”, afirmam Camele e Fabrício.

 

Sobre o Rumos Itaú Cultural

O Itaú Cultural mantém o programa Rumos desde 1997. Este que é um dos primeiros editais do Brasil para a produção e a difusão de trabalhos de artistas, produtores e pesquisadores brasileiros, já ultrapassou os 52 mil projetos inscritos vindos de todos os estados do país e do exterior. Destes, foram contempladas mais de 1,3 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento dos projetos selecionados nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa.

Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 6 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos selecionados.

Nesta edição de 2017-2018, os 12.616 projetos inscritos serão examinados, em uma primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 40 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país.

Em seguida, passarão por um profundo processo de avaliação e análise por uma Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 22 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição.

Sobre as debatedoras convidadas:

PERLLA RANIELLY é artista da performance atuante em espaços contra-hegemônicos. Organiza e reverbera seu conhecimento, a partir da visão epistemológica da periferia pernambucana para conformar na linguagem da performance, processos de acontecimentos artísticos, como por exemplo na obra Carne Negra, trabalho já apresentado em diversos circuitos, sendo alguns deles: a Universidade de Brasília dentro do período de ocupação em 2016, II Palco Preto (Camaragibe-PE), Mostra Beira (Recife-PE), RECIFEST 2017, Semana Arte Mulher 2017 (Recife, PE) e Mostra de Arte Caldeira (Arcoverde – PE). Mulher, Trans, Negra se faz presente na corroboração do pensamento contra o sistema cis-hétero-branco. Participa constantemente de mesas e rodas de diálogos, como artista convidada, levando em pauta a vivência periférica, trans e negra.

NATALY QUEIROZ é jornalista e doutora em Comunicação Social pela Universidade Federal de Pernambuco. Na sua trajetória, atuou junto a organizações feministas, organismos de políticas públicas de gênero e na ONU Mulheres – Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres. Atualmente é professora das Faculdades Integradas Barros Melo, onde também coordena o Núcleo de Pesquisa e Extensão e o Programa Institucional de Intercâmbio.

Anúncios

Um comentário em “Olinda (PE) recebe o filme “Quarto Camarim” no dia 10 de maio, pela Sessão Abraccine”

  1. Republicou isso em BAHIADOCe comentado:

    A terceira edição da Sessão Abraccine leva Quarto Camarim para os cinemas de diversas capitais do país. A exibição em Olinda será no dia 10 de maio, no Cineteatro das Faculdades Integradas Barros Melo, às 9h30. Entrada Franca.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s