“Quarto Camarim” tem sessões em Porto Alegre, João Pessoa e Fortaleza na primeira semana de abril

 

 

 

Após sessões e debates em seis capitais brasileiras pela terceira edição da Sessão Abraccine, evento promovido pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema, o longa metragem Quarto Camarim, de Fabricio Ramos e Camele Queiroz, contemplado pelo Rumos Itaú Cultural 2015-2016terá em abril exibição em mais oito cidades, fechando um total de 14 capitais. Já confirmadas nesta segunda etapa de exibição, o filme será exibido:

Card PoaEm Porto Alegre, no dia 04 de abril (quarta), na Cinemateca Capitólio, às 19h30. O debate será mediado pela crítica de cinema, filiada à Abraccine, Adriana Androvandi, e contará com a presença da também crítica e mestre em Educação pela UFRS, com pesquisa em Cinema e Educação, Juliana Costa.

 

Card J_PessoaEm João Pessoa no dia 05 (quinta), no Cine Bangüe, às 19h; o debate será mediado pelo pesquisador, curador e crítico de cinema filiado à Abraccine, André Dib, além de contar com a presença da realizadora, pesquisadora em Artes, produtora e figurinista, Caroline Oliveira; da antropóloga com pesquisa na área do cinema documentário, Juliana Crelier, bem como do professor da UFPB, escritor, fotógrafo e realizador, Pedro Nunes.

 

g3375Em Fortaleza no 06 de abril (sexta), no Cine Dragão do Mar, às 19h30min. O debate será mediado pelo jornalista e crítico Diego Benevides, presidente da Associação Cearense de Críticos de Cinema e membro da Abraccine. O papo contará com a participação da professora-doutora da Universidade Federal do Ceará, Georgia da Cruz Pereira.

 

Outra capital já com data confirmada é Belo Horizonte, que terá sua sessão acontecendo em 27 de abril, no Cine Humberto Mauro. Ainda com datas a definir para o mesmo mês, a Sessão Abraccine acontecerá, também, em Aracaju, Brasília, São Paulo e Recife.

Após participação em três festivais internacionais, com sessões ocorrendo na Venezuela, na República Dominicana e no Canadá, Quarto Camarim terá sua estreia no Brasil, sendo que, juntamente com as exibições, uma série de debates com a presença de importantes nomes da crítica e o público presente serão realizados ao final de cada sessão. No Rio de Janeiro e em Salvador, a dupla de realizadores esteve presente para enriquecer ainda mais o debate, que contou com ampla participação do público.

Para o presidente da Associação Brasileira de Críticos de Cinema, Paulo Henrique Silva, a Sessão Abraccine busca apresentar um olhar diversificado sobre os filmes. “A produção no país continua forte, mas a reflexão cinematográfica, fundamental para a construção de uma identidade brasileira nas telas, vem sofrendo um grande déficit, com filmes entrando e saindo de cartaz sem o devido debate”, afirma Paulo Henrique.

Sobre QUARTO CAMARIM

Quarto Camarim é o primeiro longa dos cineastas Camele Queiroz e Fabricio Ramos. O filme mostra o reencontro da diretora, Camele, com a sua tia Luma, que é travesti, depois de 27 anos sem contato. O filme trata de um reencontro sensível, familiar, mas busca transmitir a força desse encontro para que outras pessoas se identifiquem a partir de suas próprias histórias. É um filme de reencontro, atravessado por questões políticas e de lutas, mas também, em sua forma, uma proposta de um outro cinema.

Para os diretores:

“Quarto Camarim” parte de um encontro, mais precisamente, mostra um reencontro entre duas sensibilidades, de diferentes gerações e histórias de vida. O fato de Luma ser travesti traz à tona dimensões sociais e políticas complexas no campo da sexualidade, das diferenças de classe, dos afetos familiares, do preconceito violento e de questões de gênero. Questões políticas, portanto, são inerentes ao filme. Mas a abordagem escolhida por nós, que se situa no limite das relações entre estética e política, propõe ao espectador uma experiência cujo sentido e importância ele mesmo deverá procurar. Preferimos não estabelecer de antemão ou julgar a importância que o tema do filme evoca. Mas temos consciência de que, por um lado, a força dramática do filme reside no fato de Luma ser travesti e ser minha tia, mas por outro, essa força vem também da expressão pessoal de minhas inquietações e das escolhas formais às quais eu recorro para expressá-las, nublando as fronteiras entre a vida e a arte, entre o documentário e a ficção, entre o fato e a memória. Pessoalmente, sinto que tudo isso reunido constrói um filme que só pode ser importante na medida em que ele possa causar no espectador uma intensidade de sentimento junto a uma possível reflexão. Afinal, são os impactos na sensibilidade das pessoas, sejam quem sejam, que, historicamente, transformam as bases das sociedades, seus valores, suas verdades, para quem sabe, trilharmos o caminho de um mundo menos violento e cada vez mais aberto às diferenças.

Anúncios

Um comentário em ““Quarto Camarim” tem sessões em Porto Alegre, João Pessoa e Fortaleza na primeira semana de abril”

  1. Republicou isso em BAHIADOCe comentado:

    Já confirmadas nesta segunda etapa de exibição, o filme será exibido em Porto Alegre, no dia 04 de abril, na Cinemateca Capitólio, às 19h30.

    Em João Pessoa no dia 05, no Cine Bangüe; e em Fortaleza no dia 06 de abril, no Cine Dragão do Mar.

    Em Belo Horizonte, a sessão acontecendo em 27 de abril, no Cine Humberto Mauro. Ainda com datas a definir para o mesmo mês, a Sessão Abraccine acontecerá, também, em Aracaju, Brasília, São Paulo e Recife.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s